Home :: Perguntas frequentes

Perguntas frequentes

Primeiros Passos:

1.Qual é o valor das propinas do MTCM?

O valor das propinas do MTCM para o ano lectivo 2013/2014 é de € 1037,20. Para mais informações clique aqui.

2. Quais as competências linguísticas que devo possuir?

Os candidatos devem possuir competências avançadas em línguas para desenvolverem competências teóricas e técnicas em áreas específicas como a tradução, legendagem, turismo e interpretação comunitária. No caso das línguas, o nível mínimo exigido, segundo o quadro de referência europeu, é B2.

3. Obtive a minha licenciatura fora de Portugal. Devo pedir equivalência? 

Não será preciso pedir equivalência. Os passos a seguir pelos candidatos nacionais e estrangeiros são os mesmos.

Em caso de dúvidas, clique aqui.

4. Se tiver uma cadeira da Licenciatura por fazer, posso inscrever-me no mestrado à mesma?

Para poder frequentar o Mestrado em Tradução Multilingue, o candidato deverá ter concluído a Licenciatura. Se tiver alguma Unidade Curricular em atraso, deverá tentar concluí-la na época de exames de recurso ou época especial em Setembro. Se continuar a pretender concorrer ao mestrado deverá entregar, até a data limite definida, o certificado de habilitações. Desta forma irá comprovar que todas as UC’s foram efectuadas. Se a UC não for concluída, a candidatura fica automaticamente sem efeito. Porém, o aluno poderá assistir a algumas cadeiras deste mestrado desde que tenha feito inscrição nestas em regime extra-curricular.

5. Como posso enviar os documentos e pagar a candidatura/matrícula?  

No caso de estudantes provenientes de qualquer zona do território Nacional, a entrega dos documentos poderá ser feita presencialmente no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho (ILCH) ou através dos CTT para o seguinte endereço:

Universidade do Minho
Conselho Pedagógico do Instituto de Letras e Ciências Humanas
Campus de Gualtar
4710 – 057 Braga

O pagamento da candidatura e matrícula deverá ser feito via Multibanco. Os candidatos estrangeiros que não consigam efectuar o pagamento via Multibanco e apenas estes, devem enviar cheque cruzado emitido à ordem da Universidade do Minho ou comprovativo de transferência bancária (não reembolsável).

Para mais informação, clique aqui.

6. Fui admitido(a) ao mestrado, mas não vou poder frequentá-lo. A inscrição pode ficar para o próximo ano?

Não, a inscrição realizada é válida apenas para o ano respectivo. Porém, no caso de ter iniciado o mestrado e efectuado alguma Unidade Curricular, o aluno poderá “congelar” a matrícula e continuar a frequentar o Mestrado no ano seguinte. Recomenda-se, no entanto, que oficialize a anulação da matrícula (no caso de saber que não poderá frequentar o curso) caso contrário, terá de proceder, obrigatoriamente, ao pagamento da(s) propina(s).

No decorrer do mestrado

7. O curso é feito em regime normal ou pós-laboral?

O mestrado tem um regime misto, que pode variar de ano para ano. No ano letivo de 2013/2014 a maioria das aulas decorre ao final da tarde, no entanto, há a possibilidade de alterar o horário se este for discutido entre os docentes e os alunos.

8. Qual o método de ensino? (aulas presenciais, b-learning, etc.)

A maioria das aulas são presenciais, no entanto é possível que algumas UCs decorram em regime b-learning quando o horário da aula não for muito favorável ao docente ou aos alunos, ou mesmo por opção do docente.

9. Como posso saber o conteúdo a ser leccionado em cada UC?

Os conteúdos programáticos serão disponibilizados pelo docente no início do ano letivo, normalmente através da Blackboard ou de outras plataformas online. O conteúdo é geralmente definido pelo docente da UC e pode, assim como o docente, variar anualmente.

10. Quais os métodos de avaliação?

Os métodos de avaliação variam consoante a UC. Todas têm um regime de avaliação contínua, podendo englobar testes, pequenos trabalhos, apresentações orais e projetos finais/relatórios.

11. Existe uma época de recurso no Mestrado tal como na Licenciaturas?

Este mestrado não tem, normalmente, uma época especial de exames. A aprovação depende essencialmente da avaliação contínua e dos projetos desenvolvidos nas UCs. Se um aluno não for aprovado deve falar com o respetivo docente a fim de estabelecer um método de avaliação alternativo. Para mais informações pode consultar o RIAPA aqui.

12. Onde posso encontrar informação relativa aos horários, salas, calendários, etc?

Consultar a secção “Informações sobre” disponível neste site.

 Estágio ou tese?

13. É possível optar entre fazer um estágio ou uma tese de mestrado enquanto avaliação final?

O aluno pode escolher entre um dos dois. No decorrer do primeiro ano de mestrado o aluno vai ter a possibilidade de ponderar qual a melhor opção para o seu futuro e no início do segundo ano escolher o que melhor se adapta a si.

14. Qual a duração do estágio?

O estágio tem uma duração de 6 meses.

15. O lugar do estágio é escolhido pela U.M ou por nós?

Para informações sobre o estágio deve consultar a secção sobre profissionalização neste site, mais precisamente as informações disponíveis em “Estágio/Dissertação“.

16. Podemos fazer estágio no estrangeiro?

Sim, se houver possibilidade de fazer uma parceria com uma empresa internacional. Este assunto deve ser tratado com antecedência de forma a garantir o estágio e a tratar de todas as formalidades antes da partida para o estrangeiro.

Outros assuntos

Caso não encontre resposta à sua dúvida na lista de perguntas acima, ou não esteja ainda esclarecido sobre algum assunto, deixe a sua pergunta na secção de comentários ou contacte o ILCH:

Telefone: +351 253 604 173

Email: sec@ilch.uminho.pt